O experiente arborista e embaixador da Husqvarna em Espanha, Tino Meis, destacou que só na província de Pontevedra, esta praga acabou com mais de 10 mil palmeiras, 80% das que estão controladas nesta zona.

Ordes, 14 de junho de 2021.  O crescente problema originado pela expansão da praga do escaravelho-vermelho entre as palmeiras de toda a Espanha levou a empresa Internaco, especializada na distribuição de maquinaria para a manutenção de jardins e do campo, a ministrar uma sessão formativa sobre a matéria a todos os seus distribuidores, com o objetivo de que possam oferecer aos seus clientes um aconselhamento profissional na procura de soluções para a prevenção e controlo  da praga.

O encarregado de ministrar a sessão foi o experiente arborista e embaixador da Husqvarna em Espanha, Tino Meis, que alertou do dano que está a causar o escaravelho-vermelho na população de palmeiras: “Só na província de Pontevedra, para dar um exemplo, esta praga  provocou o desaparecimento de mais de 10 mil palmeiras controladas, 80% do total, segundo um estudo realizado recentemente. Em muitas outras zonas não existem dados atualizados, mas o dano é similar”.

Para combater este problema, o especialista apresentou aos participantes um sistema para a prevenção e controlo da praga, o Syngenta Tree Care, que é efetivo “praticamente a 100%”. O tratamento, que se aplica uma só vez ao ano e que pode ser dado em qualquer época, sendo melhor aplicá-lo na primavera ou no início do verão já que é quando há maior movimento de seiva e deste modo o produto se distribui melhor, consiste na injeção em dois pontos únicos de emamectina (benzoato), uma molécula de procedência natural, resultante de um processo de fermentação microbiótica. O produto aplica-se diretamente na seiva da palmeira, de modo que se distribui por todo o seu percurso vascular, protegendo toda a palmeira. “A persistência do produto alcança os 360 dias – com uma mortalidade das larvas do escaravelho das palmeiras de 95%”, assinala o especialista. “Além disso, este sistema é seguro não apenas para a palmeira, como também para os polinizadores, além de ser seguro para as pessoas e os animais domésticos”.

É o sistema de endoterapia mais eficaz e eficiente: todo o produto aplicado fica no interior da palmeira, sem fugas nem derrames e os orifícios ficam perfeitamente selados. Tem, claro, autorização de uso por parte do Ministério da Agricultura.

Finalmente, Tino Meis indicou que existe a possibilidade adicional de submeter a uma cirurgia a algumas palmeiras afetadas que ainda se possam recuperar.

Leave a Reply